Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/01/20 às 20h52 - Atualizado em 20/01/20 às 21h02

Parceria buscará atrair investimentos de outros países

A Junta Comercial, Industrial e Serviços do DF (Jucis.DF) e o Escritório de Relações Internacionais da Governadoria fecharam acordo nesta segunda-feira (20) para, em conjunto, buscar parcerias nas embaixadas para atrair mais investimentos e empregos para a cidade, além de contribuir com o desenvolvimento tecnológico do governo.

 

“A importância desse trabalho em conjunto é a capacidade de potencializar as ações que envolvam as representações diplomáticas. Para conhecermos um pouco o que as empresas de fora têm interesse aqui no Distrito Federal e trabalhar de uma forma organizada, como governo, para poder trazê-las para cá”, enfatizou a chefe do Escritório de Relações Internacionais, Renata Zuquim.

 

“Nós já criamos os braços para agilizar o serviço na Junta Comercial, mas precisamos de tecnologia para fazer as pontes entre todos os entes do governo envolvidos com as melhorias que podemos entregar para a população”, completou o secretário-geral da Jucis.DF, Maxmiliam Patriota.

 

Também estiveram presentes na reunião o presidente da autarquia, Walid Sariedine, e a chefe de gabinete, Amanda Marques, além do subchefe do Escritório de Relações Internacionais, Emiliano Diógenes Abreu.

 

Protagonismo internacional de Brasília

Desde antes da inauguração, Brasília acolheu pessoas de todos os lugares do Brasil e do mundo. Esse fato se intensificou com a inauguração do Palácio do Itamaraty, em 1970, e a consequente transferência do Ministério das Relações Exteriores para a cidade, seguido pelas demais embaixadas que ainda se localizavam no Rio de Janeiro.

 

Com a redemocratização, Brasília passou a ter maior autonomia política e protagonismo internacional, com a promoção de acordos de irmanação e filiação a redes de cidades, no fim dos anos 1980.

 

Os processos concorrentes de globalização e regionalização contribuíram para aumentar ainda mais o papel do governo local nos cenários interno e externo. Para lidar com o crescente número de assuntos internacionais, o Governo do Distrito Federal criou uma “Coordenação para Assuntos Internacionais”, em 24 de setembro de 1993.

 

No começo dos anos 2000, foi publicada a estrutura da Governadoria do Distrito Federal, da qual a Assessoria Internacional faz parte, cuidando, entre outras competências, da coordenação dos assuntos internacionais do governo.